Benefícios dos Vegetais para Cães
A adição de vegetais na alimentação de um cão pode oferecer vantagens para a saúde do animal, embora os cães sejam carnívoros, esse tipo de alimento deve ser incluído também em sua refeição, pois eles são fontes de fibras e fornece vários antioxidantes que ajudam na prevenção do câncer e outras inflamações, além de também os beneficiar com outras substancias que fazem muito bem para sua saúde acrescentando poucas calorias à dieta do cão.
Quando adicionamos os vegetais na alimentação do animal, é preciso uma maior disposição e comprometimento para a maior variação de carnes a serem oferecidas, o que torna mais complicada a hora da refeição, porém é um grande desperdício priva-los dos vegetais, pelo fato de que o organismo do cão tem recursos para aproveitar parte dos preciosos nutrientes existentes neles.

Quais vegetais podemos oferecer:
Entre os legumes e verduras, praticamente todos podem ser oferecidos aos cães, o que difere é a maneira de preparo de cada um. Entre eles podemos citar alguns como, a abóbora e abobrinha, aspargos, batata, batata-doce, berinjela, beterraba, brócolis, cenoura, chuchu, couve-flor, ervilha fresca, espinafre, inhame, jiló, mandioca, manjericão, nabo, palmito, quiabo, rabanete, pimentão, salsinha, tomate e vagem.
As frutas também podem ser oferecidas, bastando apenas não exagerar nas cítricas, na lista das que podem ser oferecidas encontramos o abacate, abacaxi, figo, framboesa, goiaba, laranja, ameixa, amora, caqui, banana, caju, mamão, manga sem o caroço, maçã sem as sementes, melão, morango, polpa de coco, melancia, mexerica e pera sem as sementes.

O que não pode ser oferecido:
Tanto a cebola, quanto os alimentos preparados com ela, não podem ser oferecidos ao seu cão, ela possui uma substancia que pode levar o seu animal a anemias.
A pimenta pode irritar o estômago, e as batatas inhame, mandioquinhas crus, podem causar problemas no sistema nervoso e causar distúrbios gastrointestinais no seu cão, assim como a batata germinada e brotos de batata também.
As uvas também são proibidas, assim como uva passas também, elas causam problemas renais no animal, assim como também as carambolas.
Além desses alimentos, também não devemos oferecer a mandioca, folhas e caules de tomate e de batata, folhas de abacate, ruibarbo, folhas de berinjela e de beterraba.
Qual a quantidade a ser oferecida
A inclusão dos vegetais na alimentação de seu cão deve fazer parte de seu cotidiano, sendo oferecido diariamente, e sua quantidade depende do que você estabelecerá, ou a que o veterinário indicar.
Alguns donos costumam premiar seus animais com pequenos pedaços de frutas na hora do adestramento, ou quando querem ensinar qualquer tipo de comando ou brincadeira, porém é preciso limitar a quantidade em apenas 10%, que equivale a 24 gramas, do total dos alimentos, se essa porcentagem ultrapassar, procure diminuir no total da ingestão diária de vegetais.
E para que o seu cão faça melhor digestão dos vegetais, procure cozinhar ou triturar os seus alimentos, para que ele possa aproveitar melhor os nutrientes oferecidos, assim que funciona: Os triturados não precisam ser cozidos, e os cozidos não precisam ser triturados.